novembro 04, 2011

................. HOUVE UMA VEZ UM VERÃO NA FLORESTA NEGRA


Em 2005, passei o verão na Floresta Negra (em alemão, Der Schwarzwald). Amei esse lugar de tradição mitológica, região montanhosa e do lendário rio Danúbio, situado na zona mais quente da Germania, onde a neve se derrete facilmente e os passeios são afáveis. Acampei numa área de carvalhos, faias e abetos de tronco e folhas escuras - por isso a Floresta se chama Negra. Samambaias e dedaleiras adornam a paisagem, enquanto giesteiras e lupinus brotam ao longo das estradas. Um inacreditável éden para aqueles que se deleitam com a flora e apreciam trilhas ecológicas. A porção central da Floresta Negra oferece uma variedade de paisagens naturais  mescladas harmoniosamente. Na região montanhosa, uvas do tipo Pinot Noir crescem selvagemente, debruçando-se sobre o vale no Alto Reno. São duzentos quilômetros de mata, pequenas montanhas e lagos, surgindo inesperadamente castelos e vilas que parecem de contos de fadas, com pequenos chalés com telhados triangulares e tijolos vermelhos, torres medievais e catedrais góticas. Em Heidelberg, o "Caminho dos Filósofos" segue um caminho por dentro da mata, subindo a montanha, numa vista belíssima: castelos, o rio Neckar e a universidade mais antiga da Alemanha. Às margens do formoso Neckar, em Lauffen, nasceu um dos meus poetas favoritos, o romântico Friedrich Holderlin. Os bonitos, grandalhões e adoráveis germânicos da região preservam suas tradições, principalmente quando se trata de comida e bebida. Eles preferencialmente bebem – e como! - cerveja e vinho; e comem com prazer carne de animais selvagens como javali, coelhos e cervos - lembro com água na boca do extraordinário filé de javali. No começo da era cristã, os romanos iam a Floresta Negra para tomar banhos nas fontes naturais de águas medicinais. A região foi utilizada como descanso do imperador romano Caracala, que reinou entre os anos 211 e 217. Isso há 1800 anos. Séculos depois, a Floresta Negra continua formosa, misteriosa e ideal para o cultivo harmonioso da relação homem-natureza. 

a casa onde nasceu o poeta holderlin

4 comentários:

Selma Aguiar disse...

Parabéns Junior!!!
Vc sempre novidade e boas notícias!
Meu guerreiro numero 1!!!
Sucesso amor e saúdeeeeee!
te amo!
Bjs!

Emanuele disse...

amei Cinzas e Diamantes, acabei de ler. De muito bom gosto e com a sua sensibilidade de sempre. Muito sucesso e que Deus te ilumine sempre. Beijos.

Ricardo Mainieri disse...

Tuas viagens em prosa por lugares fascinantes, sempre me chamaram a atenção.
Este recanto germânico e sua magia cativam.
Beleza de espaço.

Abraço.

Ricardo Mainieri

Heloísa Pinheiro disse...

Seu blog é um espaço único.
Minha sugestão é q vc colocasse toda a sua potencialidade fantástica no cotidiano de Itabuna...ou na região. Não há mais tempo para o luxuoso "pensar alto"... Não há mais tempo para ir a Europa buscar cultura chic... O TEMPO URGE!
Use sua rica linguagem para o rico porém simples itabunense
Gosto de vc... precisamos nos v pessoalmente...
BJs fraternos